Quinta-feira, 12 de Abril de 2007


 

Nadir Afonso

Biografia cronológica 

1920 - Nadir Afonso Rodrigues nasce em Chaves em 4 de Dezembro, filho de Artur Maria Afonso e de Palmira Rodrigues.

1924 - Pinta com tinta encarnado um círculo perfeito na parede da sala de casa.

1934 - Primeiros trabalhos a óleo.

1938 - Com 17 anos, ganha o 2º prémio do concurso «Qual o mais belo trecho da paisagem portuguesa?». Matricula-se em Arquitectura na Escola de Belas-Artes do Porto.

1940 - Realiza as primeiras exposições como aluno da Escola de Belas-Artes participando em todas as exposições do Grupo dos Independentes até 1946.

1943 - O fenómeno da óptica que sempre o apaixonou revela-se e redige os primeiros estudos.

1944 - A participação de Nadir Afonso na 9ª Exposição de Arte Moderna em Lisboa (SNI) entusiasma a crítica. Período surrealista.

1945 - Participa numa missão estética em Évora sob orientação de Mestre Dordio Gomes onde pinta «Évora surrealista» Com apenas 24 anos de idade, a obra «A Ribeira» de Nadir Afonso dá entrada no Museu de Arte Contemporânea de Lisboa. Período irisado

1946 - Nadir Afonso parte para Paris. Matricula-se na Écoles des Beaux-arts de Paris. Por intermédio de Portinari, obtém uma bolsa de estudo de governo francês. Começa a sua colaboração com Le Corbusier.

1947 - Le Corbusier concede-lhe as manhãs para pintar sem descontar no ordenado. Inicia o seu período Barroco. Serviu-se durante algum tempo do atelier de Fernand Léger.

1948 - Defende tese na cidade do Porto — «A Arquitectura não é uma Arte» — com um projecto executado em Paris sob a orientação de Le Corbusier. Inicia o período egípcio.

1949 - Trabalha na Normandia na reconstrução de cidades destruídas pela guerra. Período egípcio. Exposição na Galeria Fantasia Porto

1950 - Volta a colaborar com Le Corbusier.

1951 - Parte para o Brasil, onde inicia colaboração com Óscar Niemeyer designadamente no projecto do IV Centenário da Cidade de S. Paulo.

1954 - Regressa a Paris onde retoma contacto com os artistas orientados na procura cinética e desenvolve os seus estudos que denomina de «Espacillimité». Intercala períodos em que trabalha na arquitectura com períodos que se dedica exclusivamente à pintura.

1956 - Exposição na galeria Denise René, Paris. Investigação estética na Universidade de Paris.

1957 - Exposição na galeria Denise René, Paris.

1958 - Exposição  no Salon des Réalités Nouvelles, Paris. Publica «La Sensibilité Plastique», Presses du Temps Présent, Paris.

1959 - Exposição na Maison des Beaux-arts, Paris. Exposição Galeria Divulgação, Porto. Nadir Afonso realiza para Candilis os planos de Bagnols-sur-Cèze, cidade relacionada com o centro atómico de Marcoule,  e plano de Balata, na Martinica.

1961 - Trabalha na Arquitectura em Chaves e Coimbra. Exposição no SNI, Lisboa.

1963 - Exposição na Escola de Belas-Artes do Porto. Representa Portugal na Bienal de S. Paulo.

1965 - Para Candilis realiza os plano de Agadir. Nadir Afonso abandona definitivamente a Arquitectura e consciente da sua inadaptação social e da sua dificuldade de integração no meio artístico português refugia-se pouco a pouco num grande isolamento para se consagrar inteiramente à criação da sua obra.

1966 - Exposição na Cooperativa Árvore no Porto.

1967 - Prémio Nacional de Pintura.

1968 - Exposição no SNI Lisboa. Bolseiro da Fundação Gulbenkian em Paris. Fernando Guedes publica «Nadir Afonso». Verbo, Lisboa.

1969 - Prémio Amadeo Souza-Cardoso. Representa Portugal na Bienal de S. Paulo.

1970 - Publica «Mécanismes de la Création Artistique», Editions du Griffon, Neuchâtel, Suíça (publicado em edição francesa, inglesa e alemã). Exposição no Retrospectiva no Centre Culturel Portuguais da Fundação Calouste Gulbenkian em Paris. Mesma retrospectiva em Lisboa na Fundação Calouste Gulbenkian. Exposição Centre de Culture TPN, Neuchâtel, Suíça

1971 - Exposição Galeria Buchholz, Lisboa.        

   .

1972 - Exposição Galeria Alvarez, Porto.

1974 - Exposição Selected Artists Galleries, Nova Iorque. Publica Aesthetic Synthesis, Edições Alvarez em colaboração com Selected Artists Galleries de Nova Iorque.

1975 - Exposição Galeria Dois, Porto. Exposição Galeria Quadrum, Lisboa.

1976 - Exposição Art-Service Galerie, Paris.

1978 - Exposição Galeria Tempo, Lisboa. Galeria Art-Service, Paris. Museu da Região Flaviense.

1979 - Exposição Galeria S. Mamede, Lisboa. Exposição Galeria Tempo, Lisboa. Exposição Galeria Jornal de Notícias, Porto. Exposição Galeria Dois, Porto. Exposição Fundação Gulbenkian, Paris.

1980 - Exposição Galeria Quadrum. Lisboa.

1981 - Exposição Museu Proença Júnior, Castelo Branco. Exposição Galeria S. Mamede, Lisboa.

1982 - Exposição Galeria S. Mamede, Lisboa. Membro da Academia Nacional de Belas-Artes.

1983 - Exposição Cooperativa Arvore, Porto. Publica «Le Sens de l'Art», Imprensa Nacional, Lisboa.

1984 - Exposição Galeria S. Mamede, Lisboa. Exposição Galeria Gilde, Guimarães. Condecorado pelo Presidente da República General Ramalho Eanes com a ordem Militar de Santiago de Espada.

1985 - Exposição Galeria Bertrand, Lisboa. Exposição Galeria S. Pedro, Amarante. Exposição La Madraza, Granada.

1986 - Exposição Embaixada de Portugal, Brasília. Exposição Cooperativa Árvore, Porto. Exposição Pousada de Santa Marinha, Guimarães. Publica Monografia Nadir Afonso Bertrand Editora, Lisboa. Os CTT apresentam selo com obra de Nadir Afonso.

1987 - Exposição Galeria Bertrand, Lisboa. Exposição Galeria Quadrado Azul, Porto.

1988 - Exposição Museu Souza-Cardoso, Amarante. Exposição Galeria Art-Service, Paris.

1989 - Exposição Galeria Quadrado Azul, Porto.

1990 - Exposição Galeria Y Grego, Lisboa. Publica «Da Vida à Obra de Nadir Afonso», Bertrand Editora, Lisboa.

1991 - Exposição Galeria Art-Service, Paris. Exposição Galeria Quadrado Azul, Porto.

1992 - Exposição Galeria Y Grego, Lisboa.

1993 - Exposição Museu da Região Flaviense, Chaves. Dado o nome de Nadir Afonso a Escola 2+3 em Chaves. Sobre Nadir Afonso foi realizado um filme da autoria de Jorge Campos para a Radiotelevisão Portuguesa. 

1994 - Exposição Galeria Art-Service, Paris, Paris. Exposição Galeria Dário Ramos, Porto. Publica Monografia Nadir Afonso, Bial, Porto.

1995 - Exposição Cooperativa Árvore, Porto.

1996 - Exposição Galeria Neupergama, Torres Novas. Exposição Galeria Art-Service, Paris. Realiza painéis para a estação dos Restauradores do Metropolitano de Lisboa. 

1997 - Exposição Galeria António Prates

1998 - Publica Monografia «Nadir Afonso», Livros Horizonte.

1999 - Nadir Afonso publica «O Sentido da Arte», Livros Horizonte, Lisboa. Publica «Obra gravada», Edições Coelho Dias

2000 - Exposição Centro Cultural da Câmara Municipal de Estarreja. Publica Universo e o Pensamento, Livros Horizonte, Lisboa. Publica «O Porto de Nadir», Edições Coelho Dias, Lisboa.

2001 - Exposição Centro Cultural de Cascais.

2002 - Exposição Galeria São Mamede. Exposição Centro Cultural da Câmara Municipal de Ovar. Nadir Afonso publica «Van Gogh», Chaves Ferreira Publicações, Lisboa — escolhido para melhor livro de Arte na Feria do Livro de Frankfurt de 2003 e seleccionado para figurar no Museu do Livro em Leipzig.

2003 - Exposição Centro Cultural da Deputation de Orense, Espanha. Exposição e Artista homenageado na 25ª edição da Bienal Internacional de Vila Nova de Cerveira onde apresenta uma exposição antológica. Publica «O Fascínio das cidades», Câmara Municipal de Cascais. Publica «Da intuição artística ao raciocínio estético», Chaves Ferreira Publicações, Lisboa.

 2004 - Artista homenageado na 2ª Feira Internacional do Estoril e a atribuição do Prémio Nadir Afonso. Exposição Centro Cultural de Bragança

 2005 - Exposição Fórum Cultural de Ermesinde. Exposição Centro Português de Serigrafia

 2006 – Exposição Galeria S. Mamede, Porto. Exposição na Biblioteca Municipal de Chaves. Exposição de Tapeçarias de Portalegre realizadas a partir de trabalhos de Nadir Afonso.

2007 -  A companhia de Teatro «O Bando» apresenta a peça «A linha da Viagem – um conto coreográfico em Terras de Nadir» de Madalena Victorino. Exposição de gravura na Galeria do Casino do Estoril. Exposição de gravura na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. Exposição na Galeria António Prates onde são apresentadas duas telas de grande dimensões. Os CTT – Correios de Portugal editam selos com obras de Nadir Afonso.

 

Está representado em Museus de Lisboa, Porto, Amarante, Rio de Janeiro, S. Paulo, Budapeste, Paris (Centre Georges Pompidou), Wurzburg, Berlim entre outros.




Laura Afonso às 21:58 | link do post | comentar

Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Artigos recentes

NADIR AFONSO - INTEMPORAL

NADIR AFONSO - RELEITURAS...

Nadir Afonso, arquitecto

NADIR AFONSO - ABSOLTUTO

HARMONIA ETERNA

ERA UMA VEZ UM MENINO CHA...

NADIR AFONSO: ARTE, ESTET...

Nadir Afonso Percorsi per...

CATÁLOGO DE EXPOSIÇÃO: NA...

CATÁLOGO DE EXPOSIÇÃO: NA...

O TRABALHO ARTÍSTICO. REF...

Nadir Afonso. Conversa co...

Catálogo de exposição: Na...

Nadir Afonso: Musas

NADIR AFONSO: UTOPIAS URB...

O Tempo Não Existe

Humildade

Nadir Afonso: Absoluto 20...

Nadir Afonso - Sem Limit...

Nadir Afonso - Sem Limite...

Arquivo

Maio 2014

Março 2014

Setembro 2013

Julho 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Maio 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Setembro 2011

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Junho 2010

Abril 2010

Março 2010

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Arquivado em

absoluto

absoluto 2010

abstraccionismo

abstract

adelaide ginga

aesthetic synthesis

afonso

agostinho santos

alexandre tojal

amarante

ano

anos 50

antolóxica

antónio quadros ferreira

ap'arte

arquitectarte

art

arte

árvore

assembleia

babilónia

barcelona

barcelos

bertrand

bial

biblioteca

biografia

book

boticas

buchholz

caleidoscópio

carlo cambro editore

carlos eirão

cartaz das artes

cascais

catálogo

centro cultural

chaves

cidade

cidades

cidades de um flâneur

coimbra

cultura

degredados

diário de notícias

dinalivro

diogo gaspar

edições afrontamento

editions du griffon

einstein

emoção da geometria

ermasinde

erradas crenças

esart

escola belas-artes

escola nadir afonso

escola superior de artes aplicadas

espacillimité

espacillimite

espanha

esposição

estarreja

estética

estoril

exactidão

exposição

exposicão

falsas críticas

famalicão

fascínio

fernando

fernando guedes

fundação bissaya barreto

fundação calouste gulbenkian

fundação d. luís i

fundação nadir afonso

futuro

galeria

le sens de l'art

livro

livros horizonte

museu

museu do chiado

museu francisco tavares proença júnior

nadir

nadir afonso

new york

paris

pensamento

período egípcio

pintura

porto

quadrado azul

renascimento

s. mamede

sevilha

universo

van gogh

veneza

y grego

todas as tags

links
participar

participe neste blog

   
blogs SAPO
subscrever feeds